segunda-feira, fevereiro 20, 2006

Anarquista - curiosidades



O meu querido anarquista surgiu no seio de uma
primeira versão BD de "O Diário de K.", como residente
da hospedaria presente em "A morte do palhaço"
de Raul Brandão. Depois passou-se para "O Banqueiro
Anarquista" de Fernando Pessoa, integrado numa
colecção de postais da Casa Fernando Pessoa em 2003.
Talvez continue a deambular, pois é certo que a bomba
ainda não rebentou... tinta da china sobre papel, bla bla bla.
/The anarchist, china ink on paper, 2003

3 comentários:

Anónimo disse...

filipe: diz-me lá como é que puseste os desenhos na barra lateral e em cima?...qual é o código html? publica aí....estou a construir o meu e não atino com sta porra!

Filipe Abranches disse...

manda-me um mail com a mesma questão e identifica-te de preferência, ando relutante em relação aos anonymous people, vá se lá perceber porquê...

O bibliotecário anarquista disse...

Desculpa Filipe. Vou roubar este imediatamente para o meu blogue.
Um abraço,