terça-feira, junho 24, 2008

10ª FEIRA LAICA

Dia 28 de Junho, a
FEIRA LAICA
está de volta à Bedeteca de Lisboa.
Horário: 11H - 20H


Cartaz de André Lemos

Em regime experimental de mudança de formato (pela primeira vez a feira durará apenas um dia), mais curto mas intenso, a Laica segue a sua órbita imperturbável, em demanda de outros mundos. Para além da habitual oferta de comércio cultural justo (livros e discos em segunda mão, edição independente, artesanato urbano, exposição de artes gráficas, serigrafia …) o programa de festas para esta edição adivinha-se arrojado e irresistível:

#1 Demonstração de serigrafia e gravura, a cargo do Atelier Mike Goes West e de José Feitor, tendo os visitantes a oportunidade de interagir com os acima referidos e de lhes colocar miríades de questões interessantes e pertinentes sobre os seus ossos do ofício.



Cartaz de José Feitor

#2 Magna exposição åbroïderij! HA! – International Graphic Arts Exhibition, com a participação de cerca de 4 dezenas de artistas gráficosnacionais e internacionais. Um projecto arrojado comissariado em registo de cadáver esquisito. Estará patente até 15 de Setembro. Com André Lemos, João Rubim, José Feitor, Jucifer, Ilan Manouach (gr), Guillaume Soulatges (fr), Fabio Zimbres (br), Bruno Borges, Joanna Latka, Nuno Neves, Richard Câmara, Miguel Carneiro, Cátia Serrão, Luís Henriques, Rosa Baptista, Daniel Lima, Zé Cardoso, Rui Vitorino Santos, Júlio Dolbeth, Joana Rosa Bragança, Lucas Almeida, Pedro Zamith, João Maio Pinto, Teresa Amaral, Pedro Lourenço, Bráulio Amado, Christina Casnellie, Lucas Barbosa, Sérgio Vieira, Artur Varela, Ana Menezes, João Fazenda, Rafael Gouveia, Stevz (br), Christopher Webster (uk), Filipe Abranches, Marco Mendes, dice industries (ale), Kolbeinn Karlsson (sue), Gianluca Costantini (it), Daniel Lopes, Pauliina Mäkelä (fi), Maria Pia Cinque (it), Andrea Bruno (it), Amanda Vähämäki (fi), Igor Hofbauer (cro), Kai Pfeiffer (ale) e Ulli Lust (ale) .

#3 Pintura mural ao vivo com Pedro Zamith

#4 Novidades editoriais: cartazes em serigrafia de Alberto Corradi (col. Checkpoint) e Jucifer (col. Comércio Tradicional), pelo Atelier Mike Goes West; Alçapão - Fanzine de arquitectura dura #2 (OA/DP), v.a; Antibothis, vol 2 (col. THISCOvery CCChannel; Chili Com Carne + Thisco), v.a; A tua carne é má (El Pep), de Pepedelrey e Osvaldo Medina; Big Ode #5 (Big Ode), v.a c/ tema "Pesadelo"; Cabeça de Ferro (Imprensa Canalha), antologia gráfica da Revolução Industrial com participações de Luís Luís, Pedro Burgos, Filipe Abranches, Jucifer, Daniel Lopes, Júlio Dolbeth, Rui Vitorino Santos, João Maio Pinto, José Feitor, André Lemos, Joana Rosa Bragança, Zé Cardoso, Luís Henriques, Pedro Lourenço, Bruno Borges e Richard Câmara; Noitadas, Deprês e Bubas (col. Mercantologia; Chili Com Carne) de Marcos Farrajota; Pepino (revista para crianças, amadora e caseira, feita por pais e filhos...) [a confirmar]; Ópera de Sabão, fanzine de Robô Maria; POST SHIT ffanzine de jucifer; Micro-Aviões – Os aviões mais rápidos do mundo (aviões de papel para montar), de Manuel Leitão.

#5 Segunda edição da Guerrilha Laica, exposição feita com base em trabalhos de jovens promessas gráficas. Regulamento do concurso AQUI.

#6 Animação infantil, com as actividades: o Espelho meu… {os primeiros passos no mundo atribulado do auto-retrato}, a Mini-Laica {segunda edição daquela que é já uma consolidada e inacreditável primeira experiência no mundo dos negócios – as crianças poderão vender os seus brinquedos e livros antigos, assim como as suas criações artísticas e artesanais} e Folguedos Avulsos {do jogo da macaca ao toca e foge}.

#7 Máquina de desenhar. Após uma primeira tentativa gorada, finalmente o monstro gráfico mecânico fará a sua aparição. Aceita pedidos apenas de crianças e jovens dos 5 aos 15 anos e desenha automaticamente qualquer objecto ou fantasia. Uma experiência inolvidável:a união poligâmica perfeita entre a ciência, a indústria e a arte. A não perder.

#8 Música para todos os gostos: Minta, Presidente Drógado e Riding Pânico.

#9 Comidas e bebidas, para que ninguém se amofine ou desidrate.

Sem comentários: