quarta-feira, dezembro 16, 2009

Portimão - Como se faz uma cidade...



Portimão - 8 histórias x 10 páginas em BD. Desafio do João Paulo Cotrim a 8 autores: Alex Gozblau, Daniel Lima, Susa Monteiro, Jorge Mateus, Pedro Brito, Ricardo Cabral, Zé Manel e eu próprio. Contam-se também histórias de alunos das Secundárias Manuel Teixeira Gomes e Poeta António Aleixo, resultado de um workshop com o Pedro Brito. Voltei à praia das minhas férias grandes de pequeno. Exercitei a narrativa das memórias, a que mais tenho apreciado ultimamente como Sebald. Um traço na areia antes da maré cheia...
Foi lançado no Sábado, 12 de Dezembro, juntamente com o álbum "A noiva que o Rio disputa ao Mar" do próprio Cotrim e arte de Miguel Rocha, na Casa-Museu Manuel Teixeira Gomes em Portimão. Publico aqui 3 pranchas do meu trabalho.

sexta-feira, dezembro 11, 2009

"Sanguetinta" - preview



A primeira fase do projecto de animação "Sanguetinta" - Story Board.
Uma amostra reduzida do mesmo. A produção arrancou em Outubro e irá estender-se por um periodo razoável. Brevemente e pontualmente iremos aqui mostrando a sua progressão. Revela-se fundamental o papel do SB na preparação e vivência do filme nas nossas cabeças. Serão usadas técnicas mistas, animação sobre imagem real.

Sinopse com que o projecto se inscreveu no ICA :

Uma dança de dois corpos que abre danças internas do outro lado da pele. Dois amantes, um “marinheiro” e uma “fadista”, abraçam-se, beijam-se, enrolam-se um no outro, em carícias, no acto do amor, na voracidade carnal que a paixão desperta. Os dedos de um percorrem a pele do outro, sobretudo contornando as tatuagens, e accionam um mecanismo onírico que nos permitirá passar para o outro lado da tatuagem, dessa imagem, como se fôssemos Alice em frente a um espelho-porta.

O homem é enorme como uma rocha, a mulher é esguia como uma vaga. O encontro de ambos no espaço do quarto abre a uma exploração que lembrará muitos outros movimentos análogos da natureza e do mundo.

À medida que percorrem os corpos e descobrem as tatuagens, estas abrem-se como portais para mundos de imagens e micro-narrativas que espelham o acto do amor de ambos. As tatuagens movem-se através dos corpos dos amantes, ganham vida própria, espalham-se por toda o ecrã para um outro nível de danças de imagens.

Cada uma dessas narrativas das tatuagens conta uma série de histórias a um só tempo autónomas e implicadas na vida dos amantes. De uma forma ritmada, vemos os corpos dos amantes no amplexo amoroso e as histórias singulares. Um naufrágio de um barco e o ataque de um polvo gigante de uma aventura adolescente, uma guitarra como instrumento do trabalho, um combate entre a tribo dos corvos (do corpo dela) e da tribo dos gatos (do corpo dele), a enciclopédia amorosa de um búzio, as maravilhas pirotécnicas de um símbolo, uma igreja em chamas de uma memória de infância.

No fim, as chamas da igreja tornam-se fumo, que se evola pelos ares. Depois descemos com o fumo e vemo-lo soltar-se de um cigarro. Os amantes descansam, anichados um no outro. Solta-se uma borra do cigarro, que queima a pele do “marinheiro”. Um outro tipo de tatuagem nasce à frente do nosso olhar.


(guião de Filipe Abranches e Pedro Moura)



quarta-feira, dezembro 09, 2009

Drawing!



Sacudiram-Nos Bem Forte Lá No Campo De Batalha
Exposição colectiva de desenho e projecto de edição
Espaços do Desenho
Fábrica Braço de Prata
Rua da Fábrica do Material de Guerra 1, Lisboa
9 a 20 Dezembro
4ª a Sábado das 19h às 23h
Domingo das 16h às 20h
Ana Menezes , André Lemos , Bruno Borges, Carlos Pinheiro, Cátia Serrão, Daniel Lima, Filipe Abranches, João Fazenda, João Maio Pinto, José Cardoso, José Feitor, Jucifer, Júlio Dolbeth, Luís Henriques, Marco Mendes, Marta & Alves Von Calhau, Miguel Carneiro, Nuno Sousa, Pedro Lourenço, Ricardo Martins, Rosa Baptista, Rui Vitorino Santos.

Inauguração dia 12 Dezembro às 21h


Apareçam e divulguem se faz favor!!